ANDES-SN solicita audiência ao Ministério da Educação SVG: calendario Publicada em 05/01/23 11h22m
SVG: atualizacao Atualizada em 05/01/23 11h22m
SVG: views 405 Visualizações

Objetivo da reunião é tratar das pautas da categoria docente

Alt da imagem
Integrantes do ANDES-SN e do Sinasefe, na segunda, 2 de janeiro, após a posse de Camilo Santana

O Sindicato Nacional dos Docentes (ANDES-SN) protocolou na segunda, 2 de janeiro, dia da posse do novo titular do MEC, Camilo Santana, uma solicitação de audiência para tratar das pautas da categoria docente. “Em particular, ressaltamos a pauta das intervenções. Nós exigimos que essa vitória da democracia se expresse também nas universidades e institutos federais respeitando os processos internos de escolha de reitores e reitoras. Essa é uma pauta muito cara para nós: a defesa da nossa autonomia em todas as suas dimensões”, destacou a presidenta do Sindicato Nacional, professora Rivânia Moura.

A dirigente elencou ainda outras demandas –  já apresentadas à equipe de transição - que serão levadas pelo Sindicato Nacional ao novo ministro, como a necessidade de recomposição do orçamento da Educação Federal e da Ciência e Tecnologia, da construção de uma carreira única do Magistério Federal, o fim da reforma do Ensino Médio e da BNCC e o arquivamento definitivo do Reuni Digital, e de qualquer pauta semelhante que amplie o ensino a distância nas instituições públicas.

Rivânia Moura diz que há uma expectativa de que “esse novo ministro possa ouvir e dialogar sobre as nossas reivindicações”. E acrescenta: “Continuaremos em luta pela nossa pauta que é muito necessária e urgente para a reconstrução da educação pública em nosso país. Camilo Santana traz uma larga experiência, em especial, sobre a educação básica, e esperamos que ele possa dar a atenção que merece a educação superior em nosso país”, frisa.

Conforme a ótica da presidenta do ANDES-SN, “por muitos anos, a nossa história é marcada pela exclusão do acesso do povo brasileiro ao ensino superior. Isso precisa ser mudado e só ocorrerá com valorização, orçamento e investimento público na área da educação pública”, enfatizou Rivânia Moura.

Confira aqui a carta encaminhada ao MEC.

 

Texto: Fritz R. Nunes com informações e foto do ANDES-SN
Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

SVG: camera Galeria de fotos na notícia

Carregando...

SVG: jornal Notícias Relacionadas

Em nota ANDES-SN repudia declaração do presidente do CNPq

SVG: calendario 05/02/2024
SVG: tag ANDES-SN
Durante o VI GBMeeting, ocorrido na última terça, 30, Ricardo Galvão, declarou o movimento Parent in Science um empecilho ao Conselho

Setor das Federais do ANDES rejeita 0% de reajuste salarial em 2024

SVG: calendario 30/01/2024
SVG: tag ANDES-SN
Luta segue por índice de recomposição salarial que abranja ativos(as) e aposentados(as), além de retomada de negociação da carreira

ANDES-SN repudia discriminação do CNPq contra pesquisadora

SVG: calendario 08/01/2024
SVG: tag ANDES-SN
Conselho usou a gravidez como justificativa para reprovar professora da UFABC em edital de pesquisa
Veja todas as notícias