Uma oportunidade para conferir a cultura popular no teatro SVG: calendario Publicada em
SVG: atualizacao Atualizada em 05/07/24 11h26m
SVG: views 209 Visualizações

Evento ‘Danças populares no coração do Rio Grande’ poderá ser visto no Theatro 13 de Maio na quinta, 10 de julho

Alt da imagem

Ocupar os lugares de poderes como o teatro é necessário para potencializar, protagonizar e disseminar a cultura popular. É dessa forma que o professor Jessé da Cruz, do curso de Dança Licenciatura da UFSM, destaca a importância da realização, na próxima quarta, 10 de julho, às 19h30, no Theatro 13 de Maio, o evento “Danças Populares no Coração do Rio Grande”. O espetáculo, que pode ser visto gratuitamente, resulta de um somatório de esforços e parcerias e conta com o apoio da Sedufsm.

Na próxima quarta, 10 de julho, a partir das 19h30min, o Theatro 13 de Maio, de Santa Maria, recebe o espetáculo “Danças populares no coração do Rio Grande”. O evento, que tem a coordenação do professor Jessé da Cruz, do curso de Dança Licenciatura da UFSM, integra o programa de Cultura Popular Brasileira da UFSM, o Grupo de

Pesquisa LabCRUZO (CNPq)  o programa de Extensão “Mojubá: danças populares brasileiras”, tem entrada gratuita. Os ingressos poderão ser buscados na bilheteria do Theatro ou através do site:  https://theatro13demaio.com.br/agenda/

Conforme a organização, o espetáculo tem como objetivo disseminar as manifestações da cultura popular brasileira. O enredo da apresentação se desenvolve a partir das matrizes indígenas e matrizes afro-brasileiras na perspectiva parafolclórica de projeção.

“Dançar as matrizes significa que não são danças da tradição indígena e africana, mas sim, os desdobramentos oriundos da resistência contra a estrutura de colonização”, descreve o material de divulgação do evento.

Jessé da Cruz ressalta que “o espetáculo promove um olhar para a diferença da cultura, onde reconhecemos as importâncias dos brincantes e os ensinamentos proposto por eles a partir da interpretação, da dança e do contexto. O público vai se atrair pelo colorido, pela diversidade sonora e, principalmente, pela visualidade que as culturas populares proporcionam”.

Ainda conforme a descrição dos organizadores e organizadoras do evento, o espetáculo permeia os brincantes das suas matrizes, cabocla, ribeirinha, mameluca, praieira. A apresentação se dará na seguinte ordem:

Boi Bumba - Boi-bumbá Garantido e Boi-bumbá Caprichoso, localizado em Parintins/AM;
Carimbó - dança de roda típica do nordeste do estado do Pará, situado na região Norte do Brasil;
Lundu - manifestação musical e coreográfica originada da confluência de elementos das culturas africana e europeia ibérica;
Orixá - Deuses e Deusas do pantaleão Africano;
Afoxé - folguedo típico do estado da Bahia. Dança cortejo ligada ao candomblé e suas matrizes afro;

Dança Afro-brasileira - expressão artística e práticas corporais que têm suas raízes na cultura africana.

O “Danças populares no coração do Rio Grande” conta com diversos apoios, além do da Sedufsm. Entre esses, do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura; do Núcleo de Estudos Afrobrasileiros e Indígenas- NEABI; do Observatório de Direitos Humanos- ODH da UFSM; Centro de Artes e Letras da UFSM; Centro de Educação Física e Desportos da UFSM; Curso de Dança Licenciaturada UFSM e Pró-Reitoria de Extensão da UFSM.

FICHA TÉCNICA
Espetáculo: "Danças Populares no Coração do Rio Grande".
Direção Geral: Jessé da Cruz
Elenco: Ana Rafaela Martins; Clara Mouchet; Julia Roncai, Kayy Padilha; Lauane Lencina;Thayanara Cruz; Fran Machado; Michel Capeleto; Nyck Oliveira; Rudson Almeida.
Iluminação: Toni de Freitas
Operação de som: Siane Colpo.
Contrarregra: Will Nienow; Helena Falkowski; Giulia Ercolani
Fotografia: Deivison Sghirla
Realização: Programa de Cultura Popular Brasileiras UFSM – Programa de Extensão “Mojubá: Danças Populares Brasileiras” – Grupo de pesquisa “LabCRUZO” (Laboratório Cruzo).

 

Texto: Fritz R. Nunes
Arte: Divulgação
Assessoria de imprensa da Sedufsm

 

SVG: camera Galeria de fotos na notícia

Carregando...

SVG: jornal Notícias Relacionadas

Um sábado para ouvir “Rock na Concha” em Santa Maria

SVG: calendario 12/07/2024
SVG: tag Cultura
No Dia Mundial do Rock, três bandas se apresentam na Concha Acústica do Parque Itaimbé

Em tempos difíceis, a música que acalenta a alma

SVG: calendario 28/06/2024
SVG: tag Cultura
Professora Fabiana Pereira indica ver e ouvir os talentos de ‘Casa Ramil’

Um livro para lembrar da Boate do DCE e de Júpiter Maçã

SVG: calendario 21/06/2024
SVG: tag Cultura
Professor José Marcos Froehlich comenta a leitura de “Um lugar do caralho”

Veja todas as notícias