MOBILIZAÇÃO CONTRA REFORMA ADMINISTRATIVA

Cartilha sobre a PEC 32

Últimas Notícias

Espaço Cultural

Reflexões Docentes

Contatos SEDUFSM

(55) 3222 5765

Segunda à Sexta
08h às 12h e 14h às 18h

Endereço

SEDUFSM
Rua André Marques, 665
Centro, Santa Maria - RS
97010-041

Email

Fale Conosco - escreva para:
[email protected]

Notícias

16/12/2021   16/12/2021 18h06m   | A+ A- |   417 visualizações

Consu delibera sobre cursos pagos de pós-graduação nesta sexta-feira

Sindicatos e entidades estudantis criticam rompimento do princípio de gratuidade


Nesta sexta-feira, 17 de dezembro, a partir das 8h30, ocorre mais uma reunião do Conselho Universitário (Consu) da UFSM. E uma das principais pautas que entrará em debate é a minuta de resolução que regulamenta os cursos de pós-graduação lato sensu, permitindo a cobrança de taxas e mensalidades pela oferta de especializações não regulares na instituição. A pauta já havia entrado em discussão na sessão do dia 26 de novembro, contudo, na ocasião, a bancada estudantil solicitou vista do processo.

A Sedufsm, em conjunto com Assufsm, Atens, Sinasefe, DCE e APG, criticou o caráter elitista da proposta, visto que, ao cobrar por cursos oferecidos dentro de uma universidade pública, coloca-se praticamente uma catraca responsável por liberar ou barrar o acesso das pessoas à formação. E tal liberação ou impedimento teria, no valor monetário, seu critério central. Logo, quem não pudesse pagar, não conseguiria especializar sua força de trabalho.

A minuta foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) no dia 19 de novembro, em uma votação com resultado apertado. Na ocasião, Neila Baldi, diretora da Sedufsm e conselheira, ressaltou que se o governo vem impondo duros cortes orçamentários às universidades públicas, é preciso que as comunidades acadêmicas, em conjunto com a sociedade, mobilizem-se para pressionar por mais investimentos, ao invés de se adequarem ao cenário de inanição e tentarem captar recursos por conta própria a partir de parcerias com empresas.

“Possibilitar pagamento na pós-graduação pública é, sim, possibilitar a privatização do ensino. O debate de hoje é: que universidade nós queremos? Quero uma universidade pública, gratuita, de qualidade e laica, e isso não se alinha ao pagamento de mensalidades na pós”, argumentou Neila.

A Sedufsm convida os e as docentes a acompanharem a sessão do Consu a partir das 8h30 desta sexta, 17 de novembro, pelo site do Farol UFSM, e demonstrarem, nas redes sociais, sua contrariedade à proposta que pode dar fim ao princípio de gratuidade na UFSM.

 

Texto: Bruna Homrich

Imagem: Arquivo Sedufsm

Assessoria de Imprensa da Sedufsm

Fotos da Notícia

Compartilhe com sua rede social


© 2022 SEDUFSM
Rua André Marques, 665 - Centro, Santa Maria, RS - 97010-041